Playstation 4

Ontem a noite rolou a conferência da Sony na E3. Ela começou a noite cheia de dúvidas e incertezas com relação a políticas onlines e sobre jogos usados que não haviam sido esclarecidos até então e claro, mostrar a cara do PlayStation 4.

Com uma apresentação além das expectativas ela mostrou o quanto não esqueceu do PlayStation 3 e quanto não dá a mínima para o PSVita.

Depois dessa introdução, mostraram finalmente a cara do PlayStation 4 que parece um PS2 em itálico. Mas ainda sim, uma caixa preta e discreta. Mostrou novos jogos como The Order: 1886 e Transistor e mostrou também que está de braços abertos aos jogos indies sendo a demonstração desses, um dos pontos altos da noite.

Foram exibidos mais trailers de jogos já anunciados, Final Fantasy Versus XIII que virou XV e Kingdom Hearts III até voltarmos a Jack Tretton para o ponto alto da noite. Com toda pompa do mundo, ele anunciou que o PlayStation 4 não terá DRM, validação online e que você poderá emprestar jogos aos seus amigos sem restrição alguma. A internet basicamente veio abaixo nessa hora.

A Sony foi ovacionada ali mesmo no teatro onde fazia sua apresentação porque ela soube dar ouvido ao hardcore gamer que fez sua movimentação contra as restrições de jogos da Microsoft. E ainda soltou o preço de U$399, 100 dólares a menos que o Xbox One.

Se agradar o público hardcore nas não-restrições de jogos usados e online e direto no bolso será o suficiente para o PlayStation 4 ser líder de mercado isso é muito cedo afirmar, mas que a Sony ownou a internet dos jogos ontem a noite e começou muito bem a geração, não há dúvidas.

Destiny of Spirits

Beyond: Two Souls

Puppeteer

Gran Turismo 6

Batman: Arkham Origins

The Order: 1886

Killzone: Shadow Fall

Driveclub

InFamous: Second Son

KNACK

The Dark Sorcerer

Final Fantasy XV

Kingdom Hearts 3