Não é de hoje que eu falo de Scott Pilgrim, e acho que ainda tem bastante assunto para ser falado. Depois de ler todos os quadrinhos (as publicações americanas e brasileiras) tinha que ir ver o filme.

Scott Pilgrim Contra o mundo Poster Internacional

Scott Pilgrim Contra o mundo Poster Internacional

Overview da estréia

Para os que não sabem, Scott Pilgrim Contra O Mundo estreou nos cinemas norte americanos no dia 13 de agosto desse ano, e ele quase não sai por aqui pelo péssimo desempenho que fez nas bilheterias por lá.

A comunidade brasileira de Scott Pilgrim se agitou bastante com a notícia e tanto foi o barulho que a Paramount resolveu lançar pro aqui nosso querido filme.

Lançado na Sexta-feira dia 5 de Novembro em 3 salas de cinema em São Paulo(UCI Jardim Sul e Cinemark dos Shopping D e Santa Cruz).

Tudo leva a crer que isso é um teste para ver se o filme emplaca de verdade, e aí eles lançam para mais salas pelo Brasil, ou se desistem e lançam logo o DVD/Blu-Ray.

Então Nerds paulistas, façam a sua parte e assista o quanto antes a Scott Pilgrim Contra O Mundo.

.. e quanto ao filme

Vou dizer que achei foda demais, gostei bastante mesmo sabendo de antemão que tinham mudado algumas coisas comparando aos quadrinhos.

Mas vendo o filme, percebi porque não fez sucesso nos EUA e provavelmente aqui no Brasil terá o mesmo destino: “O filme não foi feito para o público em geral”. Isso não é uma reclamação, mas tem seus prós e contras.

Um filme para um nicho específico tem que ser feito com muito cuidado, pois na maioria das vezes (e esse é um caso) você mexe com alguma coisa com muitos fã como: música, games, livros e nesse caso HQ.

O filme pode ser extremamente comercial então ele vai ser mais brando, a histórias de simples compreensão e serão usados elementos mais populares para que todo tipo de pessoa possa gostar da música, do cenário, dos efeitos e etc.

Mas no caso de Scott Pilgrim, os elementos que estão no filme, desde os cenários aos efeitos e músicas, tem ligação direta a video-games e quadrinhos e ainda mais especificamente apontado para um publico que tem uma faixa etária próxima do seu protagonista: seus vinte-e-poucos anos, pois é assim que  Bryan Lee O’Malley  ambientaliza sua Graphic Novel.

E é por isso que gostei tanto do filme. Já tinha lido todos os volumes do HQ (mesmo os que não saíram por aqui) e estava louco com a história

Sinopse:

O que fazer quando a garota de seus sonhos tem problemas com os ex-namorados? Se você for um universitário, rockeiro ou geek, nada mais natural do que se tornar um super herói e combater todos os “exs”. Em Scott Pilgrim contra o Mundo, encontramos nosso herói na honrosa missão de combater os sete ex- namorados de sua amada – Ramona Flowers.

As Referências

Para o bom gamer, vai achar referências mil nesse filme. E vai chorar de dar risada a cada vez que uma delas aparece.

Eu não estou falando do ambiente da história que foi construída na forma de um game, onde você tem que ir derrotando todos os mestres de casa fase. Mas sim das coisas mais sutis, como músicas de Zelda e Final Fantasy, efeitos musicais/sonoros de Street Fighter entre tantos outros.

Se você ainda não viu o Scott Pilgrim, veja é um filme espetacular. Vale a pena.

[+ INFO]

Título Original: Scott Pilgrim Vs. The World
Diretor: Edgar Wright
Elenco
Michael Cera (no papel de Scott Pilgrim)
Alison Pill (no papel de Kim Pine)
Mark Webber (no papel de Stephen Stills)
Johnny Simmons (no papel de Young Neil)
Ellen Wong (no papel de Knives Chau)
Kieran Culkin (no papel de Wallace Wells)