Sabe aqueles filmes que depois que terminam, fica aquele gosto de quero mais? Quando você sai da sessão e quer comentar sobre as partes legais, engraçadas e tristes do filme? Isso é Meu Malvado Favorito.

Meu Malvado Favorito Poster

Meu Malvado Favorito

A animação é a primeira da Illumination Entertainment, empresa criada pelo Ex-presidente da 20th Century Fox Animation, responsável por Era do Gelo, Os Simpsons entre outros. E como primeira animação está fantástica.

Conheça primeiro a Sinópse oficial:

Em um alegre bairro do subúrbio, rodeado por cercas brancas com roseiras em flor, existe uma casa negra com um gramado seco. Sem o conhecimento dos vizinhos, escondido no porão desta casa, existe um grande esconderijo secreto.

Cercado por um pequeno exército de minions, encontramos Gru (dublado Leandro Hassun em português e Steve Carrel em inglês), planejando o maior roubo de todos os tempos. Ele vai roubar a lua (Sim, a lua!).

Gru adora todas as maldades. Armado com seu arsenal de raios encolhedores, raios congelantes e veículos prontos para batalha tanto em terra quanto no ar, ele derrota todos que encontra pela frente. Até o dia em que ele se depara com a imensa determinação de três garotinhas órfãs, que olham para ele e enxergam algo que ninguém jamais viu: um Pai em potencial.

Antes de qualquer coisa, não estamos falando de um filme com um roteiro super bem trabalhado ou complexo, ele é até simples e usa de vários clichês. Porém é impossível não rir e se emocionar.

Sério, é impossível não rir nessa animação, principalmente com as cenas protagonizadas pelos Minions, que são pequenos alienígenas que trabalhando para o Vilão Nº 1 do mundo, Gru. Eles servem como uma forma de quebra gelo em qualquer momento.

O filme se desenrola de modo que você passa a simpatizar demais com o protagonista, Gru, e sua motivações. Ainda mais quando aparece outro “super vilão” na jogada, o que dá motivação suficiente para que ele (Gru) queira fazer algo realmente mau para superar seu arqui-inimigo.

No meio dessa disputa toda, aparecem 3 garotinhas órfãs e Gru é obrigado a “cuidar” delas  cumprindo  suas obrigações de pai  e ainda manter seus planos malévolos.  E esse é outro ponto do filme onde é fácil simpatizar com os personagens, todas elas são carismáticas de alguma forma e não dá, nem para um supervilão escapar dessa.

Meu Malvado Favorito - Gru, Agnes, Edith, Margo

Meu Malvado Favorito - Gru, Agnes, Edith, Margo

Um ponto alto do filme é o 3D, ele é usado de forma muito pertinente nas cenas do filme, usando bastante de efeitos de profundidade e algumas vezes do popular “sair da tela”, sem forçar o uso em tudo, como acontece muito por aí. Destaque para a cena da montanha russa que alterna bastante os tipos de 3D e tem uma imersão que te faz achar que está dentro do carrinho. E a cena final depois dos créditos.

Um dos únicos pontos baixos da animação é a dublagem brasileira, até acho legal chamarem Leandro Hassun e Marcius Melhem (humoristas e atores globais) para fazerem os 2 supervilões, porém não ficou tão bom quanto, certamente, ficaria se tivessem sidos feitos por dubladores profissionais. Não diria nem por falhas de dublagem, mas da forma como são tratadas as falas, o “abrasileiramento” precisa ser bem trabalhado e usado de forma “moderada” pelos dubladores e achei que ficou meio forçado, e o sotaque de Gru (feito por Leandro Hassun) muito forçado, algo meio italiano, meio sei-lá-o-que.

No final das contas, o saldo é extremamente positivo, é diversão garantida para todas as idades. É um pipocão daqueles, que vale muito a pena ser visto.

[+ INFO]
Meu Malvado Favorito (Despicable Me)

Diretores:
Pierre Coffin
Chris Renaud

Dubladores:
Gru – Leandro Hassun
Vetor -Marcius Melhem

Lançamento:
6 de Agosto 2010 no Brasil